Você já reparou que em algumas fotos tiradas com flash em um local de pouca iluminação, as pupilas das pessoas presentes na imagem aparecem vermelhas? Embora isso seja bem comum, você já parou para pensar por que isso acontece? Descubra isso agora!

Esse círculo vermelho em nossos olhos que aparece em fotos, basicamente, é o feixe de luz gerado pelo flash refletido no interior de nossas cavidades oculares. Mas como assim?! Vamos exemplificar!:

Resultado de imagem para olho humano partes simples

A luz penetra nos olhos através da córnea e é reconhecida pela retina que envia os estímulos através do nervo óptico ao cérebro para que ele interprete essas informações na forma de imagens. A quantidade de luz que chega até a retina é controlada pela pupila, que se contrai ou se dilata dependendo da intensidade da claridade.

Nos ambientes muito claros, nossas pupilas se contraem para diminuir a entrada de luz, ao contrário de quando estamos em locais escuros que elas dilatam-se para permitir a sua passagem. Entre a parte branca dos olhos ( esclera) e a retina existe uma estrutura repleta de vasos sanguíneos, o coroide, e ele é o responsável por manter a camada externa da retina bem oxigenada, quando o flash da câmera é disparado, as pupilas não têm tempo suficiente para reagir e contrair, permitindo a entrada de uma grande quantidade luz nos olhos, assim sendo refletida pelo fundo do olho. Contudo, devido ao grande volume de sangue presente na coroide, a frequência da luz que a lente da câmera captura é a correspondente à da cor vermelha.

Isso significa que, quanto mais escuro for o ambiente no qual a foto é capturada, mais dilatadas estarão as nossas pupilas, aumentando, portanto, o efeito dos olhos vermelhos. Além disso, o ângulo com o qual a luz penetra nos olhos é o mesmo refletido por eles, assim, quanto mais próximo o flash estiver da lente, maior é a probabilidade de que a luz refletida pelos nossos olhos seja capturada pela câmera.