Parece uma pergunta besta, mas muita gente não conhece as funções e possibilidades de fotos que um flash pode lhe proporcionar. O flash não serve apenas para iluminar ambientes e pessoas, ele é bastante usado para fazer efeitos de contraluz, servir para iluminar o ambiente de uma maneira que não fique uma luz falsa, uma “luz dura”.

Para que ele serve?

Sabendo que o flash é uma descarga de luz que é acionada assim que o obturador da câmera abre e registra a imagem, vem a pergunta: “Pra que ele serve?”

A real função do flash é possibilitar uma melhor forma de aproveitamento das características do ambiente dando ao usuário a possibilidade de realçar as cores do um local que não proporciona uma luz natural boa para o registro da foto.

Modelos de flash

Entre os modelos temos os ‘pop-up’ e os externos.

Os pop-up são aqueles que levantam ao registrar uma foto, são os flashs embutidos.

Os externos são flashes que você compra separadamente e fixa na sapata de sua câmera, ou fora dela, mas isso vamos ver mais para frente.

Modos de disparo

Os flashes disponíveis no mercado tem diversos modos dentre eles as mais comuns que são os modos ‘manuais’ e o modo ‘automático’.

No modo manual, o fotógrafo ajusta da maneira que quer a intensidade e distância que a luz se propagará.

No automático é tudo mais fácil, você não precisa fazer nada além de fixar o flash em sua câmera (ou fora, desde que tenha rádio flash para disparo a distância) e sair clicando por ai. Esse modo está incluso na maioria dos flashes, basta checar se o modelo desejado tem a função ‘TTL’ de medição.

Luz dura e luz difusa

Os locais a céu aberto ou internos que possuem uma boa iluminação, da claridade gerada pela luz do sol, possuem uma iluminação chamada “natural”, um tipo de iluminação mais difusa, mais espalhada e que é muito difícil de ser reproduzida por flash. Já os lugares com pouca iluminação ou nenhuma e que necessitam do uso do flash você percebe que aquela foto foi feita com flash por parecer mais artificial, uma luz mais “dura”.

Neste artigo você confere como deixar a luz mais difusa.

 

Flashes com TTL

flash-ttl

 

Dispositivos inteligentes que são programados com a câmera, ajustando seus disparos de acordo com os dados de abertura, velocidade, ISO, distância e outros. Tudo isso a uma velocidade muito rápida .

Chegam a disparar mais de uma vez em uma única foto, primeiro calculando a luminosidade do ambiente, um possível segundo disparo, se programado, para evitar os famosos “olhos vermelhos” e o segundo ou terceiro disparo para iluminar a cena com vistas a imagem pretendida. Mesmo pequenos flash TTLs, possuem um “poder” de iluminação de 15 ou mais metros, enquanto os flash incorporados (pop-up) raramente ultrapassam a iluminação de 4 metros.